Memórias

por Alexandra Santos 0

E as memórias se vão criando

Com a gente do quotidiano.

Partilhas, emoções, aventuras,

Na ação do momento tudo desponta

E aí, um desconhecido se torna um amigo.

Neste mundo tão vasto,

Certas memórias se perdem

E certas pessoas desaparecem,

Mas outras, as que permanecem,

No coração serão gravadas

E, mesmo longe, serão sempre amadas.

A um café e a um abraço

Terão sempre direito

Quando o longe se faz perto

E as memórias, essas, nunca perdidas,

Serão acumuladas e reconstruídas.

 

Imagem via Projeto Seja Feliz

Alexandra Santos

Alexandra Santos nasceu em 1980, em S.Romão do Coronado, concelho da Trofa, onde ainda reside. Licenciou-se em Ensino de Português e Inglês pela Universidade do Minho em 2003, tendo trabalhado sempre, a partir daí, na área da educação. Devido ao gosto pela escrita, tornou-se igualmente escritora, sendo a autora do livro de poesia Palavras Sussurradas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.