Eis-me, entre o medíocre e raramente espectacular

por José Calheiros 0

Para falar de mim tenho de voltar ao passado e a uma lua de mel que não foi a minha, nem passada na Trofa, mas sim em Viana do Castelo, entre os jovens Augusto e Tininha, no ano de 1973. Nove meses depois, nasci , nesse mesmo ano, em Dezembro, dia 26! Por este motivo sinto-me constantemente a envelhecer, em que apenas durante cinco dias posso dizer que fazer anos, “Só para o ano!”.

Vivi até aos três dias com a minha mãe no hospital de Famalicão, tendo depois regressado à Trofa onde passei a viver também com o meu pai. Com quase três anos passo a viver com mais um indivíduo…o meu irmão!

Enquanto criança, o meu dia preferido era o sábado, em que via, à tarde, “A conquista do Everest” e de seguida “Cosmos”, de Carl Sagan, enquanto comia torradas…eu e o meu irmão chegávamos a comer 8…cada um! Sem grande surpresa, aos 10 anos, o meu maior receio era cair…rebolava, parando só quando aparecia um obstáculo!

Pouco tempo depois descobri uma apetência natural para o desporto, quando fiquei em terceiro lugar numa prova de atletismo…apesar de sermos apenas três participantes! Na memória fica registado o lugar no pódio!

Ainda cedo interessei-me pela leitura, sendo uma consequência natural o aparecimento de linhas escritas em folhas soltas que facilmente se perdiam. Uma das minhas obras mais inspiradas foram as cartas de amor escritas, na adolescência, durante oito meses para uma namorada que não era a minha, mas a de um amigo!

De resto uma adolescência normalíssima…jogar futebol, miúdas e estudar. Se coincidia um joguinho de bola com um convite de uma miúda para sair, a decisão era óbvia…jogar futebol!

Conheci uma menina chamada Cristina, aos 23 anos, e casei com ela aos 25 em 1999. Voltei a casar com a Cristina em 2008! Casar a segunda vez, e com a mesma mulher, garantiu-me um lugar no céu...sem ser crente!

Na quimera de me manter popular, em 2012 criei o blogue “Escrita com Norte” e lançei o livro “Venceslau e outras histórias”. Mais recentemente terminei a escrita de três guiões e de regresso aos livros estou a preparar o lançamento do segundo.

Quanto ao resto…tudo normal… continuo casado com a Cristina, apesar dos meus amigos não se importarem de ir a um terceiro casamento, mas já me alertaram que não dão mais prendas, continuo a trabalhar no mesmo sítio de sempre e à espera que o Sporting seja campeão…até lá vou vendo “O Leão da Estrela”!

Eis a pessoa que passará a escrever mensalmente no “E a trofa é minha”!

Obrigado pelo convite!

 

 

U??,?U

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.