Um grande dia para o ...e a Trofa é minha

por João Mendes 0

Hoje é um grande dia para o …e a Trofa é minha. Três anos e três meses e meio depois do dia em que lançamos a primeira posta, estaremos hoje sentados, no Salão Nobre da Junta de Freguesia do Muro, a lançar o livro do professor José Maria Moreira da Silva, ilustre membro desta casa que dispensa apresentações.

A obra “A história da criação do concelho da Trofa – contributos” começa com um desafio lançado ao professor Moreira da Silva no final de 2015. Como um relógio suíço, as crónicas do professor iam chegando, a cada 15 dias como combinado, e a história foi sendo contada. A determinada altura, confrontado com um problema de saúde, o professor fez algo, a meu ver, extraordinário: perante a incógnita que representava o período de recobro, enviou-me todas as crónicas, com datas precisas e ilustrações, e deu-me instruções para as agendar com a periodicidade acordada. A mais recente é a 23ª e todas as restantes estão já editadas e preparadas para publicação.

Regressado a casa, fiz-lhe uma visita. Conversamos, sobre a Trofa, sobre o país e sobre o mundo, e, a determinada altura, o professor falou-me pela primeira vez sobre a intenção de transformar aqueles conjunto de crónicas numa obra compacta, que pretendia oferecer ao …e a Trofa é minha, cujo retorno reverteria a favor de um projecto que, por falta de tempo, continua na gaveta. Mas como esse projecto não precisa de dinheiro, a sugestão aceite de forma unanime foi a de associar o blogue ao livro, fazia todo o sentido, e entregar o dinheiro a uma instituição local. A escolha da Muro de Abrigo foi uma escolha, também ela unanime e apadrinhada por aqueles que amavelmente financiaram este projecto, que surgiu naturalmente no decorrer da conversa.

Agora temos umas quantas centenas de livros para vender, operação que ficará a cargo da Muro de Abrigo, e uma obra que retracta um período muito especial da nossa história comum, que culminou no grande dia em que fomos a Lisboa buscar o concelho, que dentro de uma semana celebra a maioridade. Uma obra que é um registo histórico do nosso concelho, narrado pela perspectiva de quem viveu intensamente muitos dos acontecimentos que levaram ao desfecho conhecido. Um contributo que ficará para sempre ligado ao …e a Trofa é minha, que no seu nome tem o hino e a independência, e que será ele também um registo de outros pedaços de história que continuará a acumular páginas por muitos e bons anos. Talvez o primeiro de muitos.

O meu muito obrigado ao professor Moreira da Silva, que de resto não precisa do …e a Trofa é minha para publicar a sua obra, mas que, com o seu contributo, ajudou este projecto a ser maior. O meu muito obrigado também a vocês, leitores, por nos darem tantas razões para continuarmos a escrever. Estão todos convidados para se juntarem a nós logo à noite. Apesar das nuvens negras, a democracia ainda tem os seus encantos.

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.