Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores: a força do bairrismo altruísta

por João Mendes 0

Tal com centenas (milhares?) de trofenses, foi a parteira Adelaide quem me trouxe ao mundo. A mim, ao meu irmão mais novo e a inúmeros amigos e conhecidos. Tenho, tal como muitos de vós, um grande carinho por ela e foi com enorme alegria que fiquei a saber que, num momento em que aparentemente ninguém se queria chegar à frente, foi ela quem assumiu a liderança da Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores deste ano. Uma grande tarefa para uma grande Mulher.

Apesar dos percalços e atrasos, e com uma comissão constituída há apenas um mês, os envolvidos arregaçaram as mangas, trabalharam a todo o gás e o cartaz apresentado esta semana é uma agradável surpresa. Uma agradável surpresa que respeita a tradição religiosa, que dá palco a vários artistas locais, com sonoridades que vão do rock à música popular, e que este ano ainda tem o arrojo de não seguir o caminho mais fácil de contratar um cabeça-de-cartaz do universo da música ligeira/pimba, tendo os Amor Electro sido os escolhidos para a noite de Sexta-feira. Uma escolha inteligente, que agrada a diferentes públicos, dos jovens aos mais maduros, e que garante a qualidade de um projecto de dimensão nacional com provas dadas, pondo de lado o facilitismo de fazer mais do mesmo.

Estão obviamente de parabéns, não só por se “atravessarem” num momento tão crítico, tão em cima do acontecimento e com as dificuldades que isso acarreta, mas principalmente, na minha opinião, porque o fazem com o espírito altruísta de quem se entrega à comunidade pela comunidade e pelas suas tradições. E este é o verdadeiro orgulho trofense. O orgulho trofense que se move pela Trofa e pelos trofenses e não pelo benefício pessoal ou financeiro. Um orgulho trofense que, a meu ver, merece ser apoiado e acarinhado por todos. O meu muito obrigado a todos aqueles que fizeram tudo isto possível, apesar das pedras no caminho.  

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

  1. nuno cruz

    Minha nossa!

  1. nuno cruz

    Minha nossa!

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.