Entrada perigosa

por Nuno Martins 0

Não sei se alguma vez esteve ou está prevista uma infraestrutura que permita vencer com segurança o grande desnível existente entre a ponte pedonal sobre o Ave e ruas adjacentes, e as margens do Rio Ave, na ponta mais a montante do Parque das Azenhas.

O local conforme está, “a monte”, é perigosíssimo particularmente para crianças e idosos, sendo mesmo impossível transpor para pessoas com dificuldade de locomoção.

Penso que com um relativo pequeno investimento se conseguiria construir um acesso digno para as muitas pessoas da Esprela que ali descem para ir passear no Parque das Azenhas, além de se dar outra imagem do nosso concelho aos famalicenses de Lousado e não só, e são muitos, que através da ponte pedonal vêm usufruir do parque. Seria um convite ao intercâmbio dos cidadãos dos dois concelhos, com as vantagens que daí advêm.

Quanto à possível obra, e atendendo que o objectivo da mesma é promover a mobilidade, ela teria de ser em forma de rampa. Como o declive é grande, é obvio que não poderá ser uma rampa “a direito”, porque ficaria demasiadamente íngreme e lá se iria a segurança. Penso que uma solução em forma de “zig zag”, de maneira a que a rampa ficasse com pouca inclinação, seria a ideal. Mas para a concretização do projecto e obra com certeza haverá pessoas habilitadas na Câmara para os fazerem.

Claro que depois da rampa feita e para não se deixar as coisas a meio teria de ser feito o pavimento desde a mesma junto à margem do rio até à entrada do Parque das Azenhas, ou seja, debaixo das pontes.

Fica a sugestão ao executivo camarário.

 

Nuno Martins

Sou o Nuno, nasci no Porto em 1978 e sempre vivi em Alvarelhos. Poder dizer o que penso e não o que os outros querem que eu diga é para mim a maior conquista do 25 de Abril. Essa é a principal premissa deste espaço, por isso posso dizer também e com orgulho que a Trofa é minha!

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.