O que faz Ricardo Teixeira, dirigente da página Trofa Digital, numa comitiva oficial chefiada pelo presidente da CM da Trofa?

por João Mendes 0

É um de muitos exemplos que ilustra na perfeição a proximidade entre quem dirige a página Trofa Digital e o poder local que governa o nosso concelho. A foto que abre estas linhas foi retirada de um álbum de fotografias dedicado à Feira Anual da Trofa de 2017, publicado na página de Facebook da CM da Trofa, onde podemos ver parte da comitiva oficial que visitou a inauguração daquele que é um dos mais importantes certames do concelho da Trofa. 

Porém, entre os vários dignatários de cargos públicos locais, que se juntaram para algo que parece ser um Porto de Honra, pelo menos a julgar pela garrafa que podemos ver do lado esquerdo da fotografia, há ali uma cara, ironicamente na retaguarda do presidente da câmara, cuja presença não se percebe muito bem. E não se percebe porque não é um responsável público local ou sequer um elemento da imprensa, o que mesmo assim seria difícil de compreender.

Trata-se de Ricardo Teixeira, fundador e dirigente da página de Facebook Trofa Digital, uma página que, entre outros feitos, se tem destacado nas artes do plágio, da aplicação da censura ao melhor estilo dos velhos totalitarismos, da fraude publicitária, da criação de perfis falsos que chegam a jornalistas ficcionais, do ataque pessoal cobarde, desonesto e sem cara e, em particular, na arte de fazer dos seus leitores parvos, tal é a constante falta de respeito que demonstra pela inteligência dos mesmos.

É estranho, difícil de compreender, a lógica por detrás da presença de Ricardo Teixeira nesta comitiva. Contudo, ficam-se a perceber um pouco melhor os fretes feitos ao regime local, os múltiplos apelos ao voto em Sérgio Humberto feitos na página Trofa Digital durante a campanha para as Autárquicas de 2017 (algo que seria ilegal caso se tratasse de um órgão de comunicação social), a estreita articulação da página Trofa Digital com o gabinete de comunicação da CM da Trofa, directamente tutelado pelo presidente da câmara, e com o Correio da Trofa, jornal criado pela máquina de propaganda da coligação PSD/CDS-PP em 2013, e a proximidade com dirigentes e figuras proeminentes do PSD Trofa, que no passado colaboraram com a referida página.

Quem será que o convidou para estar ali?

 

Sobre o caso Trofa Online/Trofa Digital

Pior a emenda que o soneto (seguir este link)

Trofa Online: os plágios, a censura, os insultos e as ligações ao poder (seguir este link)

A obra da Alameda da Estação já arrancou? E o contrato, onde está? (seguir este link)

Trofa Digital, a nº 1 sabe-se lá de quê da Trofa (seguir este link)

O estrondoso comunicado da Trofa Digital (seguir este link)

O Paulo da Trofa Digital desapareceu. Alguém o viu por aí? (seguir este link)

Qual será a ligação entre a página Trofa Digital e o executivo Sérgio Humberto? (seguir este link)

Executivo Sérgio Humberto mantém colaboração com entidade fraudulenta (seguir este link)

Trofa Digital, a líder incontestável da mentira, do plagio e das tentativas falhadas de fazer dos trofenses otários(seguir este link)

Trofa Digital: a líder dos aldrabões está desesperada (seguir este link)

Sobre o alegado processo movido por Ricardo Teixeira contra a minha pessoa (seguir este link)

A aldrabice está de volta à página Trofa Digital (seguir este link)

Câmara Municipal da Trofa e Trofa Digital: o dia em que alguém meteu água e desmascarou uma linda amizade (seguir este link)

Mentira, cobardia e censura: a Trofa Digital em três palavras (seguir este link)

João Mendes

Radicalmente contra todas as formas de instrumentalização dos recursos públicos em função dos apetites partidários e com um apetite insaciável pela desconstrução de mentiras e outros embustes que nos são diariamente oferecidos pelas elites dirigentes, a minha luta é por um concelho da Trofa mais transparente, mais íntegro e no sentido da evolução contínua, onde o poder cuja função é servir-nos pode e deve ser questionado. Das pessoas para as pessoas, sem medo nem clientelas.

Comentários

Deixar um comentário

Faça Login para comentar.